Hipermetropia

O que é hipermetropia?

Hipermetropia é um distúrbio visual onde a imagem se forma após a retina. Isto se deve geralmente a um menor comprimento do globo ocular. Porém, pode estar relacionado também a uma córnea ou cristalino mais planos, ou pode ser simplesmente uma combinação dos fatores citados.

Quais os sintomas?

O hipermétrope geralmente tem visão ruim para perto, podendo ser ruim para longe também se o grau for elevado.
Na tentativa de focalizar a imagem, o cristalino aumenta o seu poder dióptrico em um processo chamado “acomodação”. Em um paciente com hipermetropia não muito elevada, a visão para longe é corrigida através da acomodação, porém, para perto, o paciente pode não conseguir focalizar a imagem ou sentir desconforto visual que é geralmente referido como dor de cabeça ou cansaço visual.

Qual é a evolução da hipermetropia?

A hipermetropia é muito mais diagnosticada em crianças, uma vez que os seus olhos normalmente são menores do que o que deveriam ser, contudo, têm um maior poder de acomodação do que os adultos, suportando graus muito mais elevados de hipermetropia na maioria das vezes de forma assintomática.
O grau do hipermétrope geralmente diminui com o crescimento do olho que acompanha o crescimento da criança. É comum pessoas que necessitavam de óculos durante a infância e que deixaram de os usar na idade adulta.
A Hipermetropia em graus elevados pode também estar associada ao aparecimento de estrabismo acomodativo na infância. O olho hipermétrope por ser pequeno é predisposto ao glaucoma agudo de ângulo estreito, evento catastrófico que pode levar a cegueira.

Quais são as opções de tratamento disponíveis?

Óculos: A hipermetropia pode ser corrigida com o uso do óculos com lentes esféricas convergentes que deslocam o ponto focal para frente, colocando a imagem no foco correto.
Lentes de Contato: A hipermetropia pode ser corrigida com o uso de lentes de contato gelatinosas ou rígidas. Elas podem diferir quanto a permeabilidade ao oxigênio e a durabilidade.
Cirurgia: A opção cirúrgica se reserva aos pacientes com mais de 20 anos de idade e que satisfaçam alguns critérios.
1 | Cirurgia refrativa a laser: Ver Cirurgia Refrativa a Laser no Menu.
2 | Implante de Lente Intra-ocular Artisan: Esta técnica consiste no implante de uma lente intra-ocular que será fixada sobre a íris, a fim de que o erro refrativo seja corrigido. Ela é utilizada geralmente quando a cirurgia refrativa não é suficiente para corrigir o erro refrativo. É uma cirurgia totalmente reversível, sendo que na presença de alguma complicação, ela pode ser facilmente removida. Esta técnica também deve obedecer alguns critérios pré-operatórios e ter um acompanhamento pós- operatório como qualquer outra cirurgia intra-ocular.


© 2016 Instituto de Oftalmologia de Araucária - Todos os direitos reservados