Catarata

O que é catarata?

A catarata é o processo da perda da transparência do cristalino, a lente natural do olho. Normalmente o cristalino é incolor e transparente e tem como objetivo focalizar os objetos que enxergamos. Com a opacificação desta lente, as imagens captadas pelo olho perdem sua nitidez e qualidade. Esse problema acomete milhões de pessoas e é a maior causa de cegueira que pode ser tratada no mundo.

Quais os sintomas?

A catarata pode causar uma diminuição progressiva da visão, alterando também a visão das cores, que se apresentam menos vivas e com tons de marrom. À medida que a catarata avança, a visão vai ficando progressivamente mais turva e embaçada, prejudicando as atividades mais comuns tais como a leitura, o caminhar ou até assistir TV.
Mesmo usando óculos, a visão continua embaçada. A sensação é como se as lentes dos óculos estivessem sujas. É comum o paciente trocar muitas vezes as lentes do óculos, mas com o avanço da catarata, a visão vai diminuindo. É comum também, a diminuição da visão à noite e ter a impressão constante de que a iluminação não está boa.
O paciente com catarata pode se sentir incomodado por luz forte, apresentando ofuscamento na presença de focos intensos de luz, como faróis de automóveis. Nos casos extremos, a queixa óbvia é a perda quase que total da visão. Não são raros os casos de pacientes mais idosos que sofrem acidentes com automóveis, quedas e fraturas sérias devido à visão prejudicada pela catarata.

Quais as causas?

A causa mais comum de catarata é aquela relacionada a idade, também denominada catarata senil. O cristalino se torna gradativamente opaco devido ao envelhecimento., Estima-se que mais de 50% das pessoas acima de 55 anos sofrem de catarata.
Outras causas de catarata são:
diabetes
uso prolongado e sem indicação médica de medicamentos que contêm corticóides
inflamações intra-oculares
traumas como socos ou batidas fortes na região dos olhos, congênita onde a criança nasce com a doença, podendo ser decorrente de infecções intra-uterinas ou má formação do globo ocular.

Qual é o tratamento?

O único tratamento eficaz para a catarata é a cirurgia. Até hoje não se conhecem quaisquer medidas eficazes para prevenir o surgimento de catarata. Não há medicamentos, colírios, exercícios ou óculos que curem a catarata.
O maior avanço em termos de técnica é a introdução da facoemulsificação. Esta técnica utiliza um aparelho sofisticado chamado facoemulsificador. Este aparelho se baseia no princípio do ultra-som. Trata-se da cirurgia sem pontos, feita por uma pequena abertura no olho de aproximadamente 2,20 mm, na qual a catarata é triturada e aspirada ao mesmo tempo. Após a retirada do cristalino opacificado, é colocada uma lente intra-ocular para compensar o grau do cristalino normal.
A cirurgia de catarata é realizada sob anestesia local e ambulatorialmente, o que permite ao paciente retornar ao seu domicílio logo após o término da cirurgia. O pós-operatório é simples e consiste em tratamento local à base de colírios.
Na grande maioria dos casos, a recuperação da visão ocorre logo nas primeiras 24 horas e o resultado é facilmente percebido.
Avanços nas lentes intra-oculares:
Existem atualmente lentes compostas de materiais flexíveis e dobráveis, que permitem sua colocação através de incisões de 2,20 mm de largura. Tais materiais aumentaram também sua biocompatibilidade, ou seja, têm baixo potencial de provocar reações inflamatórias.
Devemos lembrar que a correção da catarata também vem acompanhada da correção total ou parcial do grau prévio do paciente. O avanço tecnológico das novas lentes intra-oculares multifocais permite com que haja abandono do óculos em definitivo na maioria dos casos.
Evidentemente não se pode generalizar; cada situação cirúrgica deve ser analisada em particular, sendo então indicada a melhor lente para cada caso.


© 2016 Instituto de Oftalmologia de Araucária - Todos os direitos reservados